Inteligência artificial é a nova aposta dos bancos para melhorar atendimento ao cliente, aponta pesquisa

inteligência artificial

Um estudo realizado pela empresa de consultoria de gestão Accenture apontou que a Inteligência artificial (IA) vem sendo adotada pelos bancos para melhorar, de maneira geral, o relacionamento com os clientes. O relatório analisou as opiniões de mais de vinte indivíduos, entre eles diversos especialistas de indústrias e visionários de tecnologia, e também levou em conta uma pesquisa feita com mais de 600 executivos que trabalham no ramo bancário.

De acordo com a pesquisa, intitulada Accenture Banking Technology Vision 2017, 78% dos executivos de todo o mundo – e 91% do Brasil -, acreditam que a IA viabilizará layouts e interfaces ainda mais intuitivas, que auxiliarão os bancos a proporcionar uma navegação mais pessoal e humana aos seus clientes. Outro dado que chama atenção é a porcentagem de entrevistados (79% no mundo e 91% no Brasil) que apostam na Inteligência Virtual como ferramenta para revolucionar a forma como os bancos armazenam suas informações e como se relacionam com os usuários. Além disso, a maioria dos participantes (76% em todo o mundo e 82% no Brasil) apostam que, em três anos, a IA será implantada como principal meio de interação entre os bancos e seus clientes.

Ainda de acordo com a pesquisa, quando questionados sobre os motivos para que os bancos adotem a inteligência artificial, os entrevistados citaram como principais razões: “obter a análise de dados e insights” (60%),  “aumentar a produtividade” (59%) e “economia em custo-benefício” (54%).

“As ferramentas habilitadas para IA podem ajudar os bancos a identificar as preferências dos consumidores e capacitar sua força de trabalho para reagir com “insights” e inteligência emocional, fatores essenciais para o desenvolvimento significativo do relacionamento junto ao consumidor”, avalia Alan McIntyre, diretor-executivo sênior da Accenture.

Os bancos que já apostam nessa solução

O uso da IA para captar ainda mais clientes, automatizar algumas tarefas diárias e para proporcionar uma melhor experiência ao usuário já é uma realidade para diversos bancos e para o mercado financeiro de maneira geral.

Veja como alguns dos maiores bancos do mundo estão usando os chatbots para impulsionar seus negócios.

Bank of American, um dos maiores bancos dos EUA, apostou em um chatbot, tanto de texto como de voz, para oferecer produtos e serviços ou para fazer cobranças. Já o JPMorgan, o maior banco dos USA, em vez de usar um assistente virtual com o foco no cliente, implantou o chatbot para auxiliar nas atividades de back office e analisar contratos legais complexos de forma mais rápida e eficiente do que advogados humanos. Desde o seu lançamento em junho do ano passado, o bot ajudou o JPMorgam a economizar mais de 360.000 horas de mão-de-obra. A empresa planeja continuar usando bots para identificar novas fontes de receita, reduzir despesas e mitigar riscos.

Você quer saber mais sobre as soluções que a inteligência artificial pode trazer para a sua empresa? Entre em contato com um de nossos especialistas para conhecer mais sobre o Supernova Cognitivo, o nosso chatbot com IA de verdade!

Dendron
Dendron
Desde 2009 somos focados em pesquisa e desenvolvimento de soluções tecnológicas, que facilitam, simplificam e otimizam processos, potencializando a experiência de atendimento ao cliente.

Os comentários estão encerrados.

Carregando chat...